Monday, June 4, 2012

O PAPEL DA FAMÍLIA NO PROCESSO DE INCLUSÃO

Após diagnóstico da Síndrome é necessário que a família saiba como agir e o seu papel no processo de desenvolvimento da autonomia e cidadania do sujeito autista.
Mas para mudar a atual realidade é necessário o envolvimento direto das famílias e que esse processo de mudança seja iniciado por elas, uma vez que a formação do cidadão começa em casa. É na família que são desenvolvidos valores, hábitos e idéias sobre as coisas e o mundo.
É na família que aprendemos a nos relacionar com os outros. Portanto, a construção dessa sociedade inclusiva começa nas famílias. Os pais e as próprias pessoas com deficiência são seus principais agentes.
A maioria da população não está acostumada a participar ativamente de reuniões, grupos, escolas, associações da comunidade. Isso faz com que as pessoas se isolem e muitos assuntos deixem de ser discutidos.
No caso da chegada da criança com deficiência, a falta de informações da família é ainda maior :
Muitos pais não sabem como agir nem decidir o que é melhor para os filhos, deixando para médicos, professores, terapeutas, entre outros, essa responsabilidade.
Assim numa sociedade inclusiva, a relação dos profissionais com os familiares deve ser de cooperação, juntos na direção do atendimento às necessidades especiais da criança. Os objetivos a serem alcançados e as decisões a serem tomadas devem ser discutidas entre todos os envolvidos. Cabe aos profissionais esclarecer todos os passos dos atendimentos que vão ser realizados e o que vai acontecer. A decisão dos familiares deve estar baseada em informações dadas por esses profissionais. ( PAULA, Ana Rita de ,2007, p.7.).
Uma outra tarefa de grande importância dos pais é a escolha da escola, de como desejam que seus filhos sejam educados, devendo respeitar os valores e as crenças da família.
Para se construir uma sociedade inclusiva é fundamental que as famílias tenham autonomia para cuidar das questões relacionadas às necessidades especiais de seus filhos. Em uma sociedade inclusiva, as famílias devem estar presentes em todos os momentos, participar das decisões, fazer valer os seus direitos e lutar por melhores condições de vida para todos.
(http://www.alegrete.rs.gov.br/smec/publicacoes/aprendendoavivercomadiversidade.html)

No comments:

Post a Comment

Post a Comment